Sábado, 2 de Fevereiro de 2008

Perigos do nosso tempo...

Liberta-se o destino em nossas mãos!


O governo actual, os patrões e a maioria dos sindicatos avançam contra nós, trabalhadores explorados e oprimidos. Nos querem a míngua e dóceis para produzir mais riquezas para eles. Já não basta roubar-nos, querem nossa miséria absoluta, querem nosso trabalho a baixo salário, querem a “flexibilização do trabalhador” ou como é conhecido, a reforma sindical que é a forma de explorar e oprimir mais nossos irmão trabalhadores.

Já chega? Não seria a hora de nos libertarmos desses senhores insaciáveis? Chega de governos autoritários, de patrões que só pensam em lucros e como obtê-los da melhor forma, roubando de cada um de nós. Chega de sindicatos cúmplices destes senhores! Já chega! Basta, liberta-se! Tomemos atitudes, não precisamos de líderes e não os seremos como anarquistas. Não precisamos de chefes ou qualquer forma de autoridade que só nos disciplinam para obedecer e os sustentar. Basta de sindicatos e centrais “amarelas”, comprometidas com esta “reforma”, com o governo actual e a elite liberal opressora e exploradora.

Abandonemos estes representantes e façamos nós tudo o que nos diz respeito. Liberta-se! Não somos submissos e apáticos. Produzimos riquezas e por isso vamos socializá-las com todos e não deixá-las concentrar nas mãos de qualquer governo, de partidos de fundiários, dos banqueiros e dos sindicatos e centrais pelegas. Associação de classe oprimida e explorada não rifa apartamento nem carro. Ela batalha por dignidade e abolição da desigualdade social. Luta por justiça e liberdade! Para isso, aja directamente:

-LIBERTA-SE DOS SINDICATOS AMARELOS E SUAS CENTRAIS AMARELAS;
-LIBERTA-SE DO TRABALHO, O QUE SIGNIFICA, EM LATIM TRIPALIUM, INSTRUMENTO DE PUNIÇÃO ROMANO AOS QUE NEGAVAM PRODUZIR (É CLARO, NUNCA RECEBIAM POR ISSO!);
-LIBERTA-SE DE CHEFES, DOS PATRÕES E DO ESTADO; -ASSUMA A SOCIEDADE ONDE MORA, ONDE PRODUZ, ONDE ESTUDA E A GERENCIE EM COLECTIVIDADE;
-NÃO ACEITE LIDERES, SEJAMOS TODOS IGUAIS EM DIREITOS E DEVERES.

Isso é inversão do modelo capitalista globalizado, que centraliza as acções nas mãos de exploradores e opressores (partidos políticos de (falsa) esquerda e de direita, chefes, patrões, igrejas, Estado, professores, sindicatos etc.). Isso é assumir a responsabilidade de nossa sociedade e não mais deixar terceiros nos controlar. Em colectividade, cada um assume os deveres e direitos sobre a sociedade de facto e não em regras estranhas que não criamos. Quem as criam somos nós, de acordo com nossa necessidade e não por parasitas políticos e interesses patronais que destroem nosso planeta.

Porque afinal, estamos na base social, somos a base de produção de riquezas e não participamos de sua distribuição, ficamos com as migalhas que nos são jogadas pela elite opressora e exploradora.

JÁ CHEGA! QUEREMOS UM MUNDO ONDE CAIBA VÁRIOS MUNDOS, SEM PARASITAS NEM A DESTRUIÇÃO DE NOSSO PLANETA!

(Brasil)

A Voz do Proletário editou às 12:01
link do post | comentar | favorito
|

pesquisar

 

Março 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


Artigos Recentes

Pois...

e esta heim...

CDU 2009

Parlamento Europeu rejeit...

lei comunitária sobre tem...

A oferta que Sócrates dá ...

Atenção!!!

CGTP - IN

Zapatero

Novos perigos...

Safa-se quem tem dinheiro...

Precisamos lutar

Arquivos

Março 2011

Novembro 2010

Julho 2009

Dezembro 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Dezembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Outubro 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Março 2006

Janeiro 2006

Novembro 2005

Blog Principal


A Bandeira Vermelha

Mundo Laboral


Reforma Agrária

Esquerda no mundo


Partido Comunista Português

PCdoB - Partido Comunista do Brasil

PARTIDO COMUNISTA DE ESPAÑA

Communist Party of Greece

Partido Comunista de Cuba

Estou no...






Estou no Blog.com.pt

E você, blogaqui?
blogs SAPO

subscrever feeds

tags

todas as tags